504 Itens

Ordenar por

No dia 20 de janeiro, tem “Nelson Sargento Em Casa” na Sala Baden Powell, em Copacabana, a partir das 21h.Além de vários convidados especiais, vai ter a exposição Alfabeto do Samba. A lenda viva do samba Nelson Sargento de forma intimista recebe em sua casa, dessa vez a Sala Baden Powell,os amigos músicos , compositores e intérpretes, para um noite recheada de histórias e sambas antológicos! O palco é ambientado com suas obras, seus discos, fotos históricas, sua poltrona e seus violões, com cenografia de Rui Cortez! Em sua sala de estar Nelson ainda abre espaço para novos intérpretes e compositores mostrarem suas músicas, partindo do que o mestre sempre fala: “Nesse Brasil, em todas as esquinas tem um talento! ” Então é isso! Abre a porta e pode entrar! Por que Nelson Sargento está em Casa!!! A jovem cantora convidada é a Alice Sales. O grupo que o acompanhará nessa edição é uma formação especial do Coletivo do Sindicato do Samba, fundado em 2013, que reúne mais de 30 músicos, comunicadores, agitadores culturais, produtores e pesquisadores da música brasileira que se juntaram por um objetivo: promover Flores em Vida a compositores e compositoras de samba .

Chico Alves é um capixaba radicado no Rio de Janeiro, que vem se aprimorando como compositor e cantor de samba e se destacando cada vez mais nas rodas da cidade, por cantar um repertório animado de sambas de roda, “sambas de raiz”, de partido alto e os seus autorais. Comandando ou dando “canja”, nas rodas ele anima os sambistas com os seus versos de “Caninana” (Marco Pinheiro/Chico Alves), “Mau perdedor” (Fernando Brandão/Chico Alves) e “Berço de sereia” (Chico Alves/Daniel Scisinio), entre outros em parceria com Toninho Geraes, Toninho Nascimento, Ivor Lancelloti, Zorba Devagar e Marco Pinheiro, entre outros. No Trapiche, Chico lançou o seu primeiro CD solo e CD autoral “Pra Yayá Rodar a Saia” (produzido por músicos da cena musical niteroiense e com as participações de Carlinhos 7 Cordas, Marcio Hulk, Dirceu Leite, Dudu Oliveira, Sidão Santo e Eron Lima, por exemplo), no começo de 2017 e também fez as honras no “Dia Nacional do samba”, em 02 de dezembro. Agora, retorna em janeiro de 2018, convidando os sambistas e o cantor e percussionista Gabriel Azevedo, do grupo Casuarina, para uma boa rodada como os cariocas apreciam. O “Samba do Peixe” na Rua do Ouvidor (ao lado de Gallotti, […]

A roda de samba é comandada por Paulão 07 Cordas e a diretoria do Arteiros da Glória.

Um encontro que reúne diversos ritmos da cultura e da liturgia dos cultos afro