Chão de Terreiro

Campanha para o novo CD de Glória Bomfim

10 anos após o lançamento de “Santo e Orixá”, seu primeiro CD e que lhe revelou como grande intérprete da música popular brasileira, Glória Bomfim entra em estúdio para gravar seu novo disco, chamado “Chão de terreiro”. Assim como o primeiro trabalho, “Chão de Terreiro” foi batizado pelo poeta / compositor Paulo César Pinheiro que com 14 canções inéditas traçou uma continuação do trabalho “Santo e Orixá”, disco de grande repercussão em todo o país e que ficou consagrado como obra de referência dessa temática.
A produção / direção musical e os arranjos são do violonista e arranjador Rafael Mallmith que trabalha com a cantora há 8 anos. O disco conta com um time de grande músicos como: Paulino Dias, Marcus Thadeu, Magno Júlio, Bidu Campeche, Julião Pinheiro, Leonardo Pereira, Luciana Rabello, Kiko Horta, Luis Barcelos, João Lyra, Glauber Seixas, Pedro Paes, Vitor Lobisomem e a participação especial do Jongo da Serrinha.

Glória Bomfim – Intérprete
A história dessa baiana é comovente e cinematográfica. Nascida em Areal, um pequeno povoado no interior da Bahia, Glória era requisitada desde muito menina pra cantar nas redondezas, em festas de casamento, batizados etc. Ela conta que muitas vezes foi tirada da cama por seu Tutu, festeiro do lugar, vestindo um camisú (daqueles de cambraia com calçola igual) e levada no balaio de um jegue pra animar essas festas. Não havia rádio e muito menos disco naqueles lugarejos em que a festa dependia dos músicos e cantores da região. Filha de Domingas e Miguel, a pequena intérprete de 8 anos agradava a todos com sua voz potente. De cima de um caixote de madeira, era ouvida de longe, garantindo boa dança e boa festa! Década de 60, o rock chegando às capitais, e o hit da pequena cantora era a valsa Viagem, de João de Aquino e Paulo César Pinheiro. A partir daqueles dias, a menininha começa a sonhar em ser cantora de verdade. Aos quatorze anos veio pro Rio à procura de melhores oportunidades. Exerceu diversas profissões e continuou cantando, nos finais de semana, nas rodas de samba do subúrbio, nas quadras de escolas de samba. Ali conheceu mestre Marçal que, encantado com sua voz, apelidou-a de Baianinha e convidou-a para as rodas da Velha Guarda da Portela. Glória chegou a ir a algumas, mas em seguida Marçal faleceu e sua vida tomou outro rumo.
Em 2007 lançou seu primeiro CD de carreira chamado “Santo e Orixá” (Acari Records) – produzido por Luciana Rabello, disco que atingiu grande repercussão em todo país. Em 2011, o selo Quitanda, da cantora Maria Betânia encantanda com a musicalidade de Glória, relança o repertório e as gravações de “Santo e Orixá com o nome “Anel de Aço”.
 
“Glória Bonfim é uma das mais expressivas e autênticas vozes que conheço. Seu canto primitivo, forte, verdadeiro, despretensioso e absolutamente intuitivo é um diamante bruto que representa, de forma emocionada, a cultura dos terreiros de candomblé, trazida pelos negros africanos e mantida aqui pelos mestiços brasileiros.
” Luciana Rabello”

https://benfeitoria.com/chaodeterreiro?ref=benfeitoria-pesquisa-projetos 

Sons e sabores baianos
Todos já sabem do talento de Glória em cima do palco com o microfone na mão, agora poucos conhecem os saberes culinários dessa baiana mestrada na arte da feijoada e doutorada em pratos típicos baianos. Aqui está uma ótima oportunidade de conhecer esse lado de Glória Bomfim escolhendo algumas dessas recompensas ligadas à cozinha baiana. 
Delicie-se!
Financiamento coletivo – ajude o artista a viabilizar seu projeto em troca de recompensas
O sistema crowdfunding (financiamento coletivo) está cada vez sendo usado no Brasil. Esse sistema funciona como uma espécie de compra antecipada: o público paga por um produto que ainda será feito, “é como comprar um apartamento na planta” e se, caso a campanha não atinja a meta, os contribuintes tem o seu dinheiro devolvido. 
Para contribuir você escolhe um valor em dinheiro, que está relacionado a uma recompensa propostos por nós. As recompensas começam a ser entregues logo após o término da camapanha, exceto o CD que estará em plena produção e demorará um pouco mais.
 
Venha fazer parte desse projeto! Contribua, apóie, divilgue, compartilhe!

https://benfeitoria.com/chaodeterreiro?ref=benfeitoria-pesquisa-projetos