Décio Teobaldo Moura’Yndio

Délcio Teobaldo é compositor, instrumentista e etnomúsico. Há mais de vinte anos faz incursões pelo interior do Brasil e por cidades da América Latina, Europa e Ásia. Nesses contatos com culturas e povos diversos, partilha contos, cantos e memórias sonoras das heranças africanas, ibéricas e indígenas. São referências fortes na sua produção musical que pode ser ouvida em trilhas para o cinema, para a televisão e para o teatro.
 
Em 2007, após viagens pelo interior de Minas Gerais, começou a produzir Mundeiro, seu primeiro CD autoral. As pesquisas sonoras e contatos continuaram na Bolívia e Londres. Pré-lançado em 2011, em Maharashtra, India e, depois, no Brasil, o disco traz a tradição dos cantos, dos batuques e danças profanas e sagradas da ancestralidade negra.
 
Em Moura‘Yndio, segundo disco autoral, que tem lançamento nacional no próximo sábado, dia 24, às 22h, através do programa Todas as Bossas, da TV Brasil, com direção do programa de Waldecir de Oliveira. A música de Délcio Teobaldo toma um caminho bem diferente. Moura‘Yndio faz um mergulho na herança moura e indígena do músico. O repertório, basicamente instrumental, é tematizado nas caravanas dos mercadores, nas andanças dos mascates e nas festas ciganas. São culturas que estreitam os laços afetivos e rítmicos do velho e do novo mundo.
 
Moura‘Yndio é resultado de viagens recentes do músico à península ibérica, ao nordeste e à Amazônia brasileira. Ele conta: “Pelas histórias que ouvia sobre meus bisavôs brancos, percebi fragmentos da etnia moura, mas só me dei conta do seu chamado bem recente, entre 2010 e 2016. Foram seis anos de muitas viagens me levaram a Portugal: de sobrevoo sobre o Rio Tejo, a caminho de Londres, em 2010 ao pouso em agosto de 2016, quando fiz incursões em Algarve, Albufeira e Paderne, onde reencontrei as memórias, dos meus bisavôs e tataravôs, nos gestos, costumes e festares. Em Paderne, por exemplo, reconheci os cantos das lavadeiras e conheci o tamboril, instrumento com que os portugueses estabeleceram o primeiro diálogo musical com os índios brasileiros, como o escrivão Pero Vaz de Caminha narra na ‘Carta do Achamento’.
 
– Foi então que comecei a compor as músicas de Moura‘Yndio, unindo, harmonicamente, as pindobas e voçorocas brasileiras aos cardos e vinhedos lusitanos para celebrar o encontro sensorial das culturas ibéricas e tupis. Também descobri que, na imigração para o Brasil, meus antepassados da família Santos, antes de se estabelecerem na Zona da Mata mineira, viveram em Pernambuco, onde tecerem minhas memórias aos ofícios de alfaiataria, às pontes, becos, pedras, ladeiras, licores, docerias, enfim, às cores e aos cheiros do Recife”.
 
Délcio Teobaldo é educador, escritor, documentarista, etnomúsico, telejornalista, gestor de tecnologias inclusivas, autor de ensaios, contos, roteiros, dramaturgias e do romance Pivetim, quarto prêmio brasileiro Barco a Vapor (2008) e ganhador do APCA (2009). Gerente de Projetos da Secretaria Municipal de Ciências Tecnologia e Comunicações de Maricá (RJ); Editor Executivo e autor-roteirista da TVBrasil; Articulista do site “Observatório da Imprensa”; Publisher, Kabula Arts and Projects (UK/BR); Cidadão Honorário do Estado do Rio de Janeiro; pesquisador e ensaísta, tem obras citadas em teses da Princeton University (USA) – “Like Forest Hardwoods: Jongueiros Cumbas in a Central-African Slave Quarters”, by Robert W. Slenes, 2008; Universidade Federal Fluminense (UFF) – “Mitopoiese dos Tambores – Discurso e Poesia no Jongo”, Fabiano Avelino da Silva, 2008; Universidade Federal de Pernambuco (UFP) – Decidindo o que é notícia” – Os bastidores do telejornalismo”. Alfredo Vizeu, 2006; Universidade Federal de Brasília (UNB) – “Relatos sobre o Jongo: Reflexos e episódios de um pesquisador negro”. Adailton da Silva, 2006; Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) – Potencialidades dos discursos jornalísticos no Brasil”. Beatriz Becker, 2003;
 
LINKS
SOBRE PIVETIM, O LIVRO//CURRÍCULO
Contos e cantos… Pivetim, de Délcio Teobaldo
 
MUNDEIRO, PRIMEIRO CD AUTORAL
PRÉ LANÇAMENTO MUNDEIRO//Pune Mirror/Índia 2011
https://punemirror.indiatimes.com/entertainment/unwind//articleshow/32241489.cms
 
MUNDEIRO//Show de lançamento Teatro Municipal de |Niterói 2012

 
CD MUNDEIRO//Revista Isto É/Crítico Ivan Claudio/2013
https://istoe.com.br/309007_MINEIRO+INTERNACIONAL/
 
MUNDEIRO//Clip 2015

 
MOURA’YNDIO, SEGUNDO CD AUTORAL
PRÉ LANÇAMENTO MOURA’YNDIO//Redondilhas/2017

Redondilhas


http://www10.trf2.jus.br/ccjf/portfolio/redondilhas/

Redondilhas | Nova estreia dia 02 de dezembro


 
TEASER

 
DOCUMENTARISTA//ETNOMÚSICA

Morre Congo, Fica Congo

Cantos de Calamboteiros


 
LONDRES//KING’S COLLEGE/2016
https://www.kcl.ac.uk/aboutkings/worldwide/newsevents/newsrecords/Brazil-Week-at-Kings.aspx