Em abril passado o multi-instrumentista lançou no Trapiche Gamboa o projeto Samba de Gafieira, em que interpreta, junto a exímios músicos, as obras das carreiras de Jacob do Bandolim, Pixinguinha, João Nogueira, João Bosco, Tom Jobim, Baden Powell, Cartola e Noel Rosa, entre tantos outros. Em maio fez a segunda edição e agora em junho retorna ao casarão novamente em data única, sendo uma ótima opção para quem gosta de dançar em uma boa roda de samba e MPB.

Filho do compositor Wanderley Monteiro e da cantora Iracema Monteiro, intérpretes do bom e velho samba, Alaan Monteiro com apenas 26 anos de idade aparece como uma nova promessa da música brasileira e já é admirado e reconhecido pelos músicos das boas rodas da cidade. Aos dez anos de idade teve os primeiros contatos com o cavaquinho. De lá pra cá, passou pelo violão e bandolim, e com esses instrumentos já acompanhou diversos artistas da nata do nosso samba, como Wilson Moreira, Monarco, Ataulfo Alves Jr., Dona Ivone Lara, Martinho da Vila e Diogo Nogueira.

Mesmo tendo como interesse principal o bandolim, Alaan Monteiro sempre cantou, inicialmente fazendo voz de coro nos shows. Aos poucos, foi ganhando gosto e se apresentando nas casas de samba do Rio de Janeiro e em outras diversas casas pelo Brasil. Em seu Samba de Gafieira, é quem canta este diversificado repertório.

Os músicos que lhe acompanham são: Alexandre Caldi e Anderson Ferraz (sopros), Gabriel de Aquino (guitarra), Marfa Kourakina (baixo), André Manhães e Bruno Gamba (percussão).

Couvert artístico: R$30 (lista amiga: R$25). 18 anos. A casa abre às 20h30.