Diretamente de São Paulo, capital, o grupo Batuqueiros e Sua Gente aterriza no salão do Trapiche Gamboa pela primeira vez, mostrando que paulistano também sabe fazer uma respeitosa roda de samba pra quem tem samba no pé.
Com dois violões, de seis e sete cordas, cavaquinho paraguassu, cavacolim, bandolim, dois trombones, congas, repique de anel, cuíca, agogô, três tamborins, dois pandeiros, reco-reco e surdo, o Batuqueiros e Sua Gente, formado em 2015, vem se apresentando em importantes espaços culturais de São Paulo e já recebeu convidados especiais de peso, como os compositores Douglas Germano, Eduardo Gudin e Wilson Moreira.
Em seu repertório, os Batuqueiros interpretam com reverência e muita propriedade a obra dos mestres do samba, não faltando os clássicos e não tão populares de nomes como Paulo César Pinheiro, Mauro Duarte, Fundo de Quintal, Cartola, Candeia e Almir Guineto, por exemplo, além de apresentarem um repertório autoral de muita maturidade. Raphael Moreira, Tito Amorim, Jorge Luiz Garcia, Geraldo Campos, Tiganá Macedo, Xeina Barros, Rafael Toledo, Alfredo Castro, Gabriel Fortunato, Pedro Moreira, Allan Abbadia, Junior Pita, Luca Arantes e Marcelo Martins são os nomes do grupo que se define, enfim, por se dedicar a levar adiante a tradição centenária das rodas de samba, em que artistas – os Batuqueiros – e o público – a sua Gente – cantam em uma só voz, promovendo uma experiência coletiva de celebração, vitalidade e resistência.

Couvert artístico: R$30 (lista amiga: R$25). 18 anos. A casa abre às 19h30.