O grupo Boca Livre vai apresentar, no dia 6 de março, seu novo trabalho: “Viola de bem querer”, o 13° do icônico quarteto, que estava sem gravar havia seis anos. Em atividade desde 1978, o grupo é formado David Tygel (voz e viola de 10), Lourenço Baeta (voz, violão e flauta), Mauricio Maestro (voz e baixo) e Zé Renato (voz e violão). No repertório do show, estão composições autorais, como “Santa Marina” (Lourenço Baeta/Cacaso), “Noite” (Zé Renato/Joyce), “O paciente” (David Tygel) e “Eternidade” (Mauricio Maestro), além de releituras de clássicos como “Amor de índio” (Beto Guedes/Ronaldo Bastos), “Um violeiro toca” (Almir Sater/Renato Teixeira) e “Vida da minha vida” (Moacyr Luz/Sereno). Há espaço também para a composição recém-lançada por Geraldo Azevedo, “Um paraíso sem lugar”, dele com Fausto Nilo, e para a regravação de “Viola de bem querer” (Paulo Cesar Pinheiro / Breno Ruiz), que dá nome ao disco.

Serviço
Teatro Rival Refit – Rua Álvaro Alvim, 33/37 – Centro/Cinelândia – Rio de Janeiro. Data: 06 de março (sexta-feira). Horário: 19h30. Abertura da casa: 18h. Ingressos: SETOR A R$100 (inteira), R$50 (meia-entrada) SETOR B R$80 (inteira), R$40 (meia-entrada). Venda antecipada pela Sympla – https://sympla.com.br/teatrorivalrefit Bilheteria: Terça a Sexta das 13h às 21h | Sábados e Feriados das 16h às 22h Censura: 18 anos. https://www.teatrorivalrefit.com.br/. Informações: (21) 2240-9796. Capacidade: 350 pessoas. Metrô/VLT: Estação Cinelândia.

*Meia entrada: Estudante, Idosos, Professores da Rede Pública, Assinantes O Globo e Funcionário Refit