As manifestações de 2013 causaram algumas transformações nos diálogos da cidade e provocaram nas pessoas uma maior necessidade de se expressar. Desde então um movimento cultural começou a se expandir: a cena dos saraus de poesia. Inspirados pela potência criativa dos poetas e pela inconformidade dos artistas, os espaços urbanos passaram a ser um misto de expressão cultural e manifestação política. Vale destacar que juntamente com esse movimento surgiu a cena dos slams, batalhas de poesia. Protagonizados por poetas performáticos que em seus poemas apontam as diversas opressões sociais ao mesmo tempo que geram protagonismo de fala para mulheres, negras e negros, lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais e transgêneros, a cena urbana dos saraus é a revolução da poesia na cidade.
Neste primeira edição do Circuito de Poesia Urbana, com o apoio da Sala Baden Powell, as poetas Letícia Brito e Viviane de Salles resolveram trazer o diálogo sobre ocupação dos espaços urbanos, e dos espaços públicos para ser debatido por aqueles que já ocupam e resistem nas praças e ruas da cidade.
O debate “Ocupação dos espaços urbanos e públicos” mediado por Letícia Brito contará com a presença de cinco artistas/ produtores que realizam importantes eventos que movimentam a cena das ocupações culturais pela cidade: Elizabeth Manja, professora espec. literatura brasileira, poeta, produtora e gestora cultural do Movimento Territórios Diversos que realiza o Sarau Estação 67 em Nova Sepetiba, desde 2013. Luiz Fernando Pinto, da organização Peneira que realiza o Sarau do Escritório, na Lapa, desde 2013 e Fernando Salinas, cineasta e fundador do Grito Filmes que realiza o Slam Grito Filmes de forma itinerante pela cidade, Viviane Salles, poeta, socióloga e fundadora do movimento Poesia de Esquina que surgiu na Cidade de Deus e Salgado Maranhão, poeta, letrista e jornalista, nascido no Maranhão, vencedor do premio Jabuti de 1999 e em 2011 recebeu o prêmio “Machado de Assis de Poesia”, da Academia Brasileira de Letras.

Vamos conversar com quem realiza e vamos ocupar o teatro e dar visibilidade e oportunidade àqueles que protagonizam a cena cultural das esquinas do Rio de Janeiro.

17h – troca de livros e feira de zines
18h – debate “Ocupação dos espaços urbanos e públicos”
Mediação: Letícia Brito
Convidados: Elizabeth Manja, Fernando Salinas, Luiz Fernando Pinto, Viviane Salles e Salgado Maranhão.

19h30 – Sarau Estação 67

*Poesia*
Ana Paula Soeiro
Alexandre Duratos
Márcio Rifino
Elizabeth Manja
Jovens poetas competidores do Flup Slam Colegial (Kevin D., Cesar D’antonelli, Mayara K.)

*Rap*
Taís Bueno

*Brake/Beat Box*
B.Boys da Cia. Urban Style

*Ilustração ao vivo*
Tahís Linhares

20h45 – Sarau do Escritório

*Poesia*
Ana Beatriz Macena
Debora Hellen
Indiara Carvalho
Biancka Fernandes
João Azevedo

+

VJ Pri Bittencourt
Exposição “Favela, posso tirar uma foto?” de Leonardo Lopes dos Santos

21h30 – Slam Grito Filmes

Entrada: Inteira R$15 / Meia R$08

Realização e Curadoria: Letícia Brito, Viviane Salles, Marla de Queiroz e Sala Municipal Baden Powell