É PRETA é um projeto coletivo com o objetivo de reunir em apresentações e um EP a força das vozes, referências, resistências e inspirações de cinco cantoras da atual cena carioca do samba, com tempos de carreira e vivências semelhantes na música e que atuam em carreira solo e com grupos do gênero: Marcelle Motta (Celeiro Samba Clube e outros), Maria Menezes (Grupo Arruda), Marina Iris, Nina Rosa (Sambalangandã e outros) e Simone Costa (Mafuá no Quintal e outros).

O EP É PRETA apresenta seis canções inéditas e o samba “Pra matar preconceito” (Raul DiCaprio e Manu da Cuíca), já gravado e já popular em muitas rodas da cidade. No Trapiche Gamboa, tradicional casarão do samba, localizado na Gamboa, região portuária da cidade e de forte característica e apelo cultural afrobrasileiro, as cantoras, reunidas, cantam as faixas do EP, sambas em homenagem à Jovelina Pérola Negra, D. Ivone Lara, Lecy Brandão, Elza Soares, Clementina de Jesus e tantas outras mulheres negras do nosso samba, e os clássicos de todas as boas rodas.

Couvert artístico: R$30 (lista amiga pela fanpage “Trapiche Gamboa”: R$25). 18 anos. A casa abre às 19h30.