O Goiabada Cascão foi criado no final dos anos 90 e se apresentava no famoso Empório 100, um antiquário tomado como uma das primeiras casas de samba e choro no início da época conhecida como “fase de revitalização” da Lapa, tendo então se destacado naquele cenário com um som diferenciado. Após 15 anos sem se reunir, o grupo apresentou-se pela primeira vez no Trapiche Gamboa, com a mesma formação e resgatando o mesmo animado repertório. Agora em dezembro retorna e novamente relembra as músicas marcantes das suas rodas, que incluem clássicos do samba e músicas regionais, como congos e ijexás, mesclados ao repertório da trajetória de cada integrante.

Os integrantes são: Simone Lial (voz), Luciano Macedo (voz e percussão), Luciana Oliveira (voz e cavaquinho), Beto Boscarino (violão), André Rios (percussão) e Chico Abreu (voz e percussão). Simone Lial traz na bagagem a participação em várias formações, como as orquestras “A Criola” e “O Garrafieira”, e o grupo “Tio Samba” (com o qual gravou o CD “É Batata!” em homenagem à Carmem Miranda, sendo finalista do “Prêmio de Musica Brasileira” de 2011 na categoria “Melhor grupo de samba”). Com o segundo CD solo “E toda dor que sofri será canção” foi uma das sete melhores cantoras de samba pré-selecionadas para o “Prêmio de Musica Brasileira” de 2016. Luciano Macedo está gravando o primeiro CD do seu grupo “Caviuna” e também é experiente no curso da música. Luciana Oliveira integra o grupo “Flor do Samba”, tendo uma bonita experiência com a música brasileira. AndrÈ Rios já tocou em diversas formações e shows nos últimos 20 anos e é um dos aguerridos que compõem a recém-criada “Rede Carioca de Samba”. Chico Abreu, entre também variadas formações, trabalhou com a cantora Marina Iris. Beto Boscarino também participou de vários grupos, muito deles de choro.

Todos convidam: “Vamos celebrar a ‘arte’ do encontro, do reencontro, da resistência e do afeto, tão primordiais nesses tempos de tanta incerteza que estamos vivendo. Venham viver esse momento com a gente”!

Couvert artístico: R$10. 18 anos. A casa abre às 18h.