O cantor JP Silva recebe Marquinhos PQD, na Toca da Gambá, dia 01 de setembro, sexta-feira. A casa abre às 20h30.

Natural do Rio de Janeiro, o cantor, compositor e instrumentista JP Silva ingressou profissionalmente no mundo da música através do choro, na Escola Portátil de Música da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro – UNIRIO. Iniciou sua carreira musical atuando como instrumentista, apresentando-se com seu violão 7 cordas, bandolim e cavaco. Em 2007 se apresentou no Teatro Odisseia onde recebeu Monarco e Wilson das Neves. Logo depois foi o vencedor do concurso “Novos Grupos de Samba da Lapa”. Em 2008 Esteve no programa Atitude.com da TVE, uma homenagem a Nelson Sargento no Canal Brasil e diversos programas de rádio. Na sua trajetória artística já passaram grandes nomes como Toninho Geraes, Barbeirinho, Marquinhos de Oswaldo Cruz, Délcio Carvalho, Maurício Carrilho, Elton Medeiros, Paulão 7 Cordas, Ademilde Fonseca, Velha Guarda Império Serrano, Velha Guarda Mangueira, Velha Guarda Portela, Mario Broder, B Negão, Wilson Moreira, Dudu Nobre, Fernanda Abreu, Jorge Aragão e Luiz Melodia. Participou ao lado de Diogo Nogueira da gravação da novela Fina Estampa, da TV Globo. Ainda na televisão, sua voz esteve no comercial do canal MEGAPIX, uma marchinha de carnaval que seria inicialmente exclusiva para o canal, mas devido ao grande sucesso foi estendida aos canais parceiros como GNT. O artista iniciou seus trabalhos com a diva Elza Soares em 2010 ao ser convidado para fazer parte do seu backing vocal, como participação especial, no show “Tulipa Negra” realizado no Teatro Rival Petrobras. Logo após o show Elza o intitulou como o seu mais novo afilhado. Participou da gravação do DVD de 30 anos do título mundial do Flamengo com a sua madrinha Elza Soares e o grande Neguinho da Beija-Flor, além de personalidades do futebol, atores e atrizes consagrados. JP trabalhou com Elza Soares por três anos como diretor musical de sua banda no show “Deixa a Nega Gingar” e essa parceria dura até hoje
Após percorrer diversas casas de shows no Brasil, em 2012, JP esteve em Mar del Plata, na Argentina, onde fez um belo trabalho no Teatro Melany. Em 2013 fez um show em Washington DC, nos EUA, para um grupo seleto de brasileiros residentes.Em 2014 fez sua primeira turnê na Europa, onde representou a MPB e foi muito bem recebido pelo público e imprensa local. JP fez shows durante 3 meses em Estocolmo (Suécia), Tallinn (Estônia) e Helsinki (Finlândia). 2015 foi um ano de grandes realizações para JP Silva após a finalização de seu primeiro CD. Intitulado “O Tempo e a Lição”, o CD foi produzido por Alceu Maia e conta com a participação especial de Elza Soares e composições autorais de JP Silva. Com a finalização desse trabalho, uma série de convites foram feitos ao artista, entre shows em outros estados, participações especiais em eventos e em programas de rádio, como a Rádio Globo. Pouco depois de finalizar seu CD, JP Silva foi convidado especial de Carlinhos de Jesus para participar do “Camarote do Samba”, quadro que faz parte do programa “Samba Social Clube”, que na ocasião ia ao ar pela rádio MPB FM do Rio de Janeiro-RJ. Atualmente sendo transmitido pela rádio SulAmérica Paradiso FM, duas músicas do CD “O Tempo e a Lição” fazem parte da programação do programa. Em 2016, JP Silva foi um dos convidados para fazer parte do show do lançamento do álbum duplo “Sambas para a Mangueira”, no Imperator – Centro Cultural João Nogueira (Rio de Janeiro-RJ). O show, além de exaltar a Mangueira – escola de samba campeã do carnaval 2016 do Rio de Janeir o –, reuniu grandes nomes do samba e da MPB como Alcione, Dudu Nobre, Xande de Pilares, com produção da atual secretária de cultura do Rio de Janeiro, NilcemarNogueira.
Sempre envolvido também com teatro, JP ingressou no teatro “O tablado”, maior escola de formação de atores, reconhecida também internacionalmente pelo trabalho feito com jovens talentos. Ingressou na turma de Lincoln Vargas e em 3 meses foi convidado pelo professor para fazer a direção do musical de Bob Dylan. A cena foi apresentada no próprio teatro com sucesso, a casa esteve lotada em todos os dias que ficou em cartaz. Participou, em junho de 2016, do “DC Jazz Festival” em Washington (EUA) atuando como cantor e produtor musical, ao lado de Cissa Paz, cantora que JP produziu o primeiro CD. No fim de 2016 foi novamente convidado a participar do festival de fim do ano do teatro “ O tablado” onde pôde atuar, cantar e tocar ao vivo no palco. Com os sucesso também do festival, JP deu um salto maior na carreira de ator e hoje está cursando a turma do consagrado ator e produtor de musicais, Ernesto Picollo(Neco), que tem como um dos destaques a direção musical da peça em cartaz “ Andança” que homenageia a madrinha do samba, Beth Carvalho. JP Silva será um dos convidados especiais do musical “Cartola” no mês de maio. Considerado uma das vozes mais potentes e carismáticas da Nova Geração de sambistas, JP participará do espetáculo durante seu último fim de semana em cartaz no Rio de Janeiro, um dia antes da participação de seu amigo e parceiro musical, Xande de Pilares.