A cultura nordestina sobe ao palco do Rival no melhor ritmo carnavalesco, dia 19 de janeiro, às 21 horas
 
 
O Bloco da Terreirada Cearense, idealizada pelo cantor, compositor e brincante cearense Junu (Geraldo Junior), leva ao Carnaval de Rua do Rio de Janeiro o que há de mais representativo da cultura nordestina. Apresentando um pedaço da diversidade da música do sertão com cores, ritmos e danças com a mistura dos ritmos: forró, coco, xaxado, baião, xote, galope, maracatu e frevo. Além de composições do cantor Junu, músicas de folguedos e grupos de cultura popular tradicional da região do Cariri- CE. O bloco vai levar alegria aos foliões cariocas no palco do Teatro Rival Petrobras dia 19 de janeiro, às 21 horas.
 
A ideia surgiu da necessidade de oferecer ao grande público, e principalmente às novas gerações, outras referências da música brasileira com suas origens, sem ao mesmo tempo deixar de estar conectado com a música universal e contemporânea. No enredo de 2018, “Cariri Encantado: onde nascem os nossos sonhos”, brota o desejo por um mundo melhor, mais justo e de oportunidades iguais para todos, sem discriminação de cor, gênero ou credo. Na visão de poetas, artesãos, artistas, de pajés e rezadeiras, de toda gente cantadeira de estórias, onde são encontrados personagens, lendas e figuras míticas dos confins dos sertões. Esses seres que vivem entremundos serão inspiração e homenagem para o enredo do bloco da Terreirada Cearense para o Carnaval 2018.
 
 
Quem faz
 
Junu (Geraldo Junior) – Natural da região do Cariri CE, o brincante, compositor, cantor e instrumentista Junu, desenvolve um trabalho de música, dança e desempenho, assimilando diversas influências e linguagens que transitam livremente entre o tradicional e o contemporâneo. Desde 2005 realiza a Festa Terreirada Cearense e desde 2012 esta a frente do Bloco Terreirada Cearense. Sua música segue numa trajetória evolutiva desde o Dr. Raiz (2003), Calendário – O Tempo e o Vento (de 2007), Warakidzã (2012), “Forrós Eletrônicos, Toadas Digitais” (2014), processando e assimilando outras influencias, sempre a partir da sua identidade cultural.
 
Thaís Bezerra – Carioca, multi-instrumentista, produtora, educadora musical. Mestranda em Práticas Musicais – UNIRIO, Pós Graduada em Educação Musical no CBM-CEU. Em 2014, especializou-se em ORFF Schulwerk (The San Francisco ORFF Course – Califórnia-USA). Além disso, é maestrina da Bateria do Multibloco, Bloco da Terreirada Cearense (grupos que chegam a mais de 100 ritmistas no carnaval) e da Banda da E.M. João Barbalho. Também toca na Bateria da GRES Vila Isabel e Damas de Ferro Brass Band.
 
Igor Conde (DiMenor) – Cantor, percussionista, produtor e agitador cultural. Estudou na Escola de Música Villa Lobos e cursou pandeiro e percussão na Escola Portátil de Música. Vocalista e trianglista do grupo Caramuela; vocalista e trianglista do Trio Ventura; toca zabumba e percussão na banda do cantor Geraldo Junior; produtor e professor da Oficina de Percussão do Bloco da Terreirada Cearense.
 
Raquel Potí – Atriz, educadora, perna de pau; acróbata, brincante, artesã. Caiçara, nascida numa vila de pescadores em Pedra de Guaratiba-RJ, aos quatro anos de idade assistiu a Folia de Reis passar na travessa onde morava e lembra que foi nesse momento que despertou seu encantamento pela arte popular. Ela é responsável pelas alas de perna de pau dos blocos: Terreirade Cearense, Cordão do Boitatá, Carmelitas, Amigos da Onça e Pérola da Guanabara. Integra as comissões de frente dos Blocos Orquestra Voadora, Cacique de Ramos e Vem Cá Minha Flor, tendo marcado presença em impressionantes 17 Blocos no carnaval 2016. Em 2015 recebeu o Prêmio Serpentina de Ouro, do Jornal O Globo, na categoria “Destaque do Carnaval”. Em 2016 o feito se repete ao receber o mesmo prêmio, desta vez na categoria “Melhor Fantasia” pelo Bloco da Terreirada Cearense. Já realizou trabalhos de propagação da cultura popular brasileira na Ásia (Índia, Indonésia, Malásia e Tailândia) em 2010 e 2011. Sob pernas de pau, viajou por praças brasileiras e europeias (Itália, França, Espanha, Portugal,  Áustria e Grécia) em 2014, 2015 e 2016, com a performance “Subir na Vida Para Quê?”  e também ações institucionais para o Comitê Olímpico Rio 2016, Consulado Britânico e CCBB – Centro Cultural do Banco do Brasil.
 
 
Serviço: Pré-carnaval sem Rival com Juno e Bloco da Terreirada Cearense  + DJ Tales Malatu
Dia 19 de Janeiro de 2018, sexta-feira, às 21 horas
Local: Teatro Rival Petrobras
Endereço: Rua Álvaro Alvim, 33/37 – Cinelândia
Ingressos: R$ 60,00 (inteira) e R$ 30,00 (meia-entrada)
Abertura da casa: às 20h
Classificação etária: 18 anos.
 
Bilheteria oficial:
Bilheteria do Teatro Rival
Horários de funcionamento: Terça a sexta-feira das 13h às 21h / Sábados e Feriados das 16h às 22h
Apenas venda e retirada de ingressos para os eventos do Teatro Rival.
Tel: (21) 2240-4469
Capacidade: 400 pessoas.