O baluarte Moacyr Luz, faz as honras e apresenta Nego Álvaro

“Foi o Junior de Oliveira, neto do mestre Silas e integrante do Samba do Trabalhador, quem sugeriu: Põe o Álvaro pra cantar o Estranhou o Quê?

Passei o samba numa gravação de voz e palmas pra não impor uma condição. Pouco tempo depois, o grupo tocando na Casa Rosa, sentei no alpendre com vista pro palco e, de repente, escuto uma introdução familiar…Me levanto surpreso.Era o Nego bancando os primeiros versos de uma ironia social.

Não tive dúvidas, estava nascendo um sambista de verdade, Álvaro Santos, que cismo de chamar Nego Álvaro”.O CD “Cria do Samba”, está pronto, produzido por Pretinho da Serrinha e idealizado por Moacyr Luz, já disponível nas principais plataformas.O CD – lançado pela Coqueiro Verde Records, vem com 11 faixas, que marca a estreia de Nego Álvaro, vem esbanjando o mais carioca dos gêneros musicais.Tem o clássico samba de roda, onde está a raiz do artista, o dolente, partido alto e até samba-rock.

Muito Prazer, Nego Álvaro.