O Coletivo feminino, Operárias do Samba, comemora 1 ano no Beco do Rato, domingo, dia 20 de maio. A partir das 17h, o lugar, que é reduto do samba carioca, será palco para o encontro de mulheres sambistas. A apresentação terá na voz a participação das cantoras Simone Costa (É Preta), Fabíola Machado (Moça Prosa), Chris Mendonça (Samba de Benfica e Tambor de Cumba).Na harmonia, Cecilia Cruz no cavaco (Samba que elas querem) e Manoela Marinho no violão (Flor do Samba), e na percussão, Giselle Sorriso no tantan (Pagode do TchaTchaTcha), Taina Brito no surdo(Moça Prosa) e Thayanne Castallamary, no pandeiro. Além do samba ao vivo, as Operárias trazem na bagagem a apresentação da DJ Cris Pantojja, residente do Baródromo e conhecida por comandar a pick-up com samba em vinil.
O grupo Operárias do Samba nasceu na praça Tiradentes em maio de 2017, com a proposta de mostrar, em um só evento, que samba também é lugar de mulher. O número de mulheres atuantes nesse universo, como cantoras, musicistas, produtoras, fotógrafa e DJ, cresceu conceitualmente.
O projeto foi criado pelas mulheres da Rede Carioca de Rodas de Samba (RS) – organização que reúne sambistas e produtores culturais a fim de debater e trabalhar o desenvolvimento das rodas de samba em seus potenciais cultural, turístico e econômico com o objetivo de apoiar e disseminar o gênero na história do samba, propagando a voz feminina nesse universo, historicamente dominado pelos homens.

Ficha Técnica
Banda
Simone Costa – voz
Fabiola Machado – voz
Chris Mendonça – voz
Cecilia Cruz –cavaquinho
Manoela Marinho – violão
Giselle Sorriso – Tantan
Taina Brito – surdo
ThayanneCastallamary- pandeiro

DJ
Cris Pantojja

Produção e Comunicação
CamilleSiston