A roda de choro dos Carpideiros está de volta ao Bar da Tati, nesta terça-feira, a partir das 19h.

Os Carpideiros é um grupo de choro formado no centro de São Paulo. Todos os músicos são integrantes do coletivo Xoroxangô, uma roda aberta que rola toda quinta-feira à noite na república.
O nome é inspirado nas carpideiras, mulheres pagas para chorar em velórios. Profissão oriunda da colonização portuguesa e existente há mais de 2 mil anos, se mantém viva no interior do Brasil.
Com um repertório de choros, maxixes e choro-sambas, os Carpideiros fazem uma música dançante, relembrando a época de ouro da música instrumental, onde o choro agitava os bailes e festas desse período.
Ir a Casa Barbosa e se deparar com pessoas dançando e curtindo músicas do início do século XX não deixa de ser uma viagem no tempo.
Vitor Enoki – Sax
Fernando Werneck – Bandolim
Zulu Reichenbach – Cavaco
Flávio Nunes – Violão de 7 cordas
Daniel Figueiredo – Pandeiro

Bar da Tati

Al. Eduardo Prado, 129 – Campos Elíseos