Lá a lua, quando abre o seu clarão, a noite parece dia
Cada gota de orvalho que cai, vai pingando poesia…

Eis que é chegado o mês de maio, e como todo bom imperiano e serrano sabe, é o mês em que se comemora o aniversario de um grande malando. Malandro este que cantou o asfalto, a favela, a roça, a malandragem, o amor, com seus versos entoados em tom de critica social, ou de mera malandragem mesmo. É mês de Laudenir Casemiro, conhecido popularmente como Beto sem braço. Se este malandro de um braço só estivesse vivo, no dia 24 deste mês estria completando seus 79 anos.

O samba da Serrinha vai homenageá-lo nesta edição, cantando seus inúmeros sambas, e bater na palma da mão com muito axé.

Ê Cascadura, tô na Itamarati
Ê Cascadura, tô na Itamarati
Eu gosto daqui mas um dia eu vou pra aculá
Vou la pra roça, ver o meu tempo passar
Em todo meu caminhar, deus está…

Serviço: Samba na Serrinha
Data: 26/05/2019
hora: 13:00 as 22:00
Local: Casa do jongo
entrada: 0800 – de graça
Bar: Brahma latão, Antarctica latão, Heineken longneck, Coca-Cola, Guarana Antarctica e Água. Aceitamos cartões de débito e crédito
Cozinha: Aquele tradicional frango com quiabo, e mais uma opção que será divulgada aqui.