Toda segunda-feira, a Comunidade do Samba da Vela se reúne para cantar sambas inéditos na Casa de Cultura Santo Amaro.

Quatro jovens compositores da zona sul de São paulo, Chapinha, Paquera, Magno e Maurílio, se reuniram em volta de uma vela acesa e começaram a cantar sambas autorais e assim fizeram nascer a terceira tribo do samba, foi o adjetivo dado pela madrinha Beth Carvalho.

Após confeccionar quase 60 cadernos, com aproximadamente 1300 sambas, e tirar mais de 300 compositores do anonimato, e já são 17 anos de resistência, de glória, de samba…