Dia 14/7, a partir das 17 h, Negão da Abolição e a rapaziada do Guanabara (Roberto Chama, Jorgynho Chinna, Serginho Gandra, Sinval, Joe Luiz, Winter, Bruno Salles, Bruno Gama, Alex Almeida e Adão Jorge) se reencontram no Clube Renascença. Eles estiveram por 10 anos separados, cada um seguindo a sua trajetória musical. Convidado especial: Adilson Bispo. Homenagem a Renato Gonçalves Zacarias.

Eles se apresentaram no Renascença Clube no dia 9/6 com casa cheia, cerca de mil pessoas. No domingo, 14/7 Negão da Abolição e a rapaziada do Guanabara apostam que irão trazer mais gente, afinal pretendem investir em um repertório que fale aos corações mais saudosos, com músicas de: Cartola, Candeia, Paulinho da Viola, Zé Luiz do Império. Na banda: Roberto Chama (violão) banjo (Sinval e Jorginho China), Serginho (cavaquinho), Joe Luiz (surdo), Adão (tantan), Bruno Sales (repique de mão), Alex (pandeiro), Bruno Gama (percussão e pandeiro), Winter (chocalho) e Negão da Abolição (percussão e voz).

O convidado especial é o compositor Marquinhos China, oriundo das rodas de samba do Cacique de Ramos, com músicas gravadas por Almir Guineto, Beth Carvalho, entre outros.

Negão da Abolição recorda quando tudo começou em 1999, quando ele e seu amigo Nésio fizeram uma roda de samba com essa mesma rapaziada do Guanabara. Primeiro se apresentaram no Renascença Clube, depois foram para o America Football Clube até chegarem ao Clube de Regatas Guanabara, em Botafogo, onde permaneceram por 10 anos. Em 2010, resolveram partir para trabalhos independentes e, agora, retornam ao mesmo local onde começaram a se apresentar, o Renascença. “Retornamos para reencontrar o nosso público e reunir os músicos daquela época. É grande a nossa satisfação em retornar à nossa casa de origem”, diz Negão da Abolição.

Serviço

Dia: 14/7

Hora: 17 h

Local: Renascença Clube (Rua Barão de São Francisco, 54 – Andaraí)

Ingresso: R$

Mesa: R$ 20