No domingo, dia 06 de agosto, vai rolar uma apresentação super especial de samba e chorinho com Flávia Oliveira acompanhada por excelentes músicos, exposições de grandes artistas plásticos e um almoço quilombola delicioso!

Informações  – https://www.facebook.com/flaviaoliveiraebanda/

O Quilombo Aquilah é um quilombo urbano, situado nas imediações da Praça Seca, onde no período Colonial se encontrava o Engenho de Fora, com plantações de cana de açúcar e posteriormente café.

Coordenado pela Associação de Mulheres Aquilah, é um Quilombo Contemporâneo, onde se resgata, preserva e perpetua, a cultura e a história dos povos afro descendentes.

Está localizado dentro da Sociedade Real e Beneficente Beneficência Portuguesa – Rua Florianópolis 908.

Após a promulgação da Constituição de 1988, intencionalmente, o quilombo é tomado num novo sentido. Passou a ser chamado de Quilombo Contemporâneo, ou seja, foi transformado em Movimento.
Para melhor entendimento da questão, opta-se por chamar todas as comunidades negras rurais atuais de “quilombos contemporâneos” o que permite diferenciá-las das comunidades “remanescentes de quilombos”, originadas efetivamente em antigos “quilombos”. Assim, preserva-se a rica história de resistência dos trabalhadores escravizados que construíram o “quilombo histórico”.

Composição do Quilombo Aquilah:

Biblioteca Lélia Gonzales – bibliografia de cultura africana, cultura popular, saúde, cidadania, artes, direitos civis entre outras.

Núcleo de Estudos de Gênero Aquilah ( N.E.G.A) – espaço de pesquisa para estudantes e acadêmicos.

Casa da Artesã – espaço de cursos, exposição e venda de produtos artesanais, propiciando o empreendedorismo feminino.

Sala Raquel Trindade – espaço polivalente para projeções de filmes – cursos – oficinas e palestras.

Dormitório coletivo Leci Brandão – espaço de acolhimento feminino para pernoites.

Empório Aquilah – espaço de venda de artigos de vestuário e acessórios novos e usados, propiciando a customização e reciclagem.

Espaço Jackson do Pandeiro – espaço utilizado para festas e recreação, com ênfase nas rodas de cultura popular: forró – samba – jongo – capoeira entre outros…