Samba na Serrinha homenageará Arlindo Cruz, sua vida e sua obra em uma grandiosa roda de Samba no morro da Serrinha, o evento marca os cinco anos de existência de uma das maiores Rodas de Samba da Cidade, a festa marcada para o próximo domingo às 13 horas, na Casa do Jongo, no bairro de Madureira.

Iniciado a partir de reuniões envolvendo membros da bateria do Império Serrano e amantes da escola, o Samba na Serrinha teve início em Junho de 2014 no bar do Zezinho, em Madureira, tendo passagem pelo Terreiro da Rua Balaiada, há poucos metros de onde nasceu a escola mãe, o Império Serrano. O grupo participou da inauguração do Centro Cultural Casa do Jongo e de lá não mais saiu, se configurando como um dos principais eventos da região da Grande Madureira.

O Samba na Serrinha tem como suas principais referências compositores e artistas ligados ao mundo do Samba da Escola de Samba Império Serrano e também das históricas Rodas de Samba espalhadas pela cidade.

A Atividade acontece mensalmente no último domingo de cada mês e conta ainda com o tradicional almoço com o suculento frango com quiabo servido na cozinha da Casa do Jongo, e ao final das atividades da roda de samba, uma grandiosa roda de Jongo e Danças Afros voltam a protagonizar o centro cultural.

O evento conta com frequência quase certa de compositores consagrados, como é o caso de Zé Luiz do Império e Ivan Milanez, que saõ presença quase certa nas edições do evento. Para a edição de aniversario é esperada a presença da esposa do cantor Arlindo Cruz, Babi Cruz, e de sua filha Flora Cruz.

Os organizadores contam que a edição foi uma ideia que surgiu para homenagear o artista e que foram muito bem recebidos pela família, que logo aprovou a idéia, a equipe conta que a intenção é reunir boas energias em torno da recuperação de Arlindo.

“Um Samba para Arlindo Cruz” é uma homenagem ao Samba, é um agradecimento a quem tanto fez pela comunidade da Serrinha e pelo Samba neste país, é um samba em forma de agradecimento, diz o Sambista João da Serrinha, idealizador e músico da roda de samba. Julio Morais, colaborador do evento, conta que a edição foi uma ideia que surgiu para homenagear o artista e que foram muito bem recebidos pela família. Logo aprovaram a ideia, o sambista conta que a intenção é reunir boas energias em torno da recuperação de Arlindo.

Serviço:

Samba na Serrinha – “Um Samba para Arlindo Cruz”

Domingo, 30 de Junho de 2019.
Horário: 13h. Local: Casa do Jongo – Endereço: Rua Compositor Silas de Oliveira, 101.

Entrada Franca

Classificação: Livre

Servimos almoço e petiscos.

Contribua, Consuma na Casa do Jongo.