Porto do Samba

Porto do Samba na Praça Mauá

Música, dança e gastronomia vão invadir a Zona Portuária do Rio

A Praça Mauá vai se transformar em um grande ponto de encontro dos sambistas nos dias 30 de novembro, 01 e 02 de dezembro(Dia Nacional do Samba). Desembarca na Zona Portuária do Rio o projeto “Porto do Samba”, que vai reunir grandes nomes do gênero e DJ’s de música brasileira, além de grupos de dança afrobrasileira. O evento vai ser realizado na Praça e no MAR (Museu de Arte do Rio), com ações integradas, que terão audiovisual, exposição, música, dança moda, teatro e gastronomia.

As feiras de gastronomia e artesanato abrem na sexta-feira às 10h da manhã. Às 14h, o projeto Reza Lenda, da Ilha do Governador, abre os trabalhos na Praça Mauá. Às 16h, será lançado no MAR o documentário “Velhos Malandros – Mensageiros do Samba”, do jornalista Alexandre Nadai, seguido por uma roda de conversa com Nadai e Noca da Portela. Às 18h30, a roda de samba do Velhos Malandros comanda a brincadeira recebendo Noca da Portela, Sandra Portella, Thânia Machado e Família Moadir. Às 21h30, a DJ Lili, da festa Disritmia assume o comando tocando muita música brasileira e fazendo ferver ainda mais o caldeirão.
No sábado, às 10h, além das feiras, o Afoxé Filhos de Gandhi dá início a programação fazendo a lavagem simbólica da Praça Mauá e fazendo uma roda de tambores com a sua charanga. Logo depois, às 14h, é a vez do Movimento Samba na Fonte fazer a tradicional roda com músicas autorais e clássicos do samba. Em paralelo, no MAR, serão feitas duas visitas guiadas na exposição – O Rio do Samba – Resistência e Reinvenção, nos horários de 15h com Dorina e às 16h com Zé Luiz do Império Serrano. Às 18h, o Velhos Malandros assume as ações na Praça Mauá, recebendo Quel Santos, Zé Luiz do Império Serrano, Marquinho Diniz. Às 21h30, tem DJ Jada, referência na noite do Rio com muita música brasileira.
Encerrando os trabalhos, no dia 02, “Dia Nacional do Samba”, o evento abre com as feiras de gastronomia e artesanato às 10h e às 11h tem jongo. Logo depois, 12h30, Tambor de Crioula. Às 14h, Enilson Pires, da ala de compositores da Portela, faz roda de samba com convidados. Logo depois, às 17h, o Velhos Malandros recebe Mariano Maia, intérprete oficial do Cacique de Ramos, Dorina e vários convidados especiais. Às 21h DJ Doni, da Festa Noites Tropicais assume as carrapetas e dá números finais a homenagem ao gênero que leva o nome do Brasil ao mundo inteiro.

Programação

Sexta – 30.11

10h – Feiras de gastronomia e artesanato (Praça Mauá)

14h – roda de samba Reza Lenda (Praça Mauá)

16h – Lançamento do documentário “Velhos Malandros – Mensageiros do Samba”Portela (MAR).
18h30 – roda de samba do Velhos Malandros (Praça Mauá)
Convidados – Noca da Portela, Sandra Portella, Thânia Machado e Família Moadir.

21h30 – DJ Lili

Sábado – 01.12

10h – Feiras de gastronomia e artesanato (Praça Mauá)

10h – Afoxé Filhos de Gandhi (lavagem simbólica da Praça Mauá e roda de tambores com a sua charanga).

14h – Movimento Samba na Fonte

15h – visita guiada na exposição – O Rio do Samba – Resistência e Reinvenção, com Dorina (MAR)
16h – visita guiada na exposição – O Rio do Samba – Resistência e Reinvenção, com Zé Luiz do Império Serrano (MAR).

18h – roda de samba com Velhos Malandros Praça Mauá)
Convidados – Quel Santos, Zé Luiz do Império Serrano, Marquinho Diniz.

21h30 – DJ Jada

Domingo – 02.12

10h – Feiras de gastronomia e artesanato (Praça Mauá)

11h – Jongo

12h30 – Tambor de Crioula

14h – Roda de Samba com Enilson Pires

17h – Velhos Malandros

Convidados – Mariano Maia, intérprete oficial do Cacique de Ramos, Dorina e vários convidados especiais.

21h – DJ Doni