1180 Itens

Ordenar por

O instrumentista, cantor e compositor Pedro Amorim, que se destaca também como bandolinista e é um dos integrantes do quarteto “Samba de Fato” (grupo que se apresenta exclusivamente no Trapiche Gamboa), realiza mais um show de lançamento do CD “Voz Nagô — Afro-sambas de Pedro Amorim e Paulo César Pinheiro”, escolhendo o salão do casarão da Gamboa na quarta-feira 15 de novembro. Retomando a linha de composição apresentada pela dupla Baden & Vinícius na década de 1960, o instrumentista Pedro Amorim e o consagrado compositor Paulo César Pinheiro apropriam-se artisticamente de elementos do candomblé e da capoeira, desenvolvendo, a partir deles, um conjunto de 14 afro-sambas, lundus, chulas e jongos nunca antes reunidos em um único projeto. Inédito em sua maioria, este repertório inclui ainda as canções anteriormente gravadas por Maria Bethânia (“Iemanjá Rainha do Mar” e “Linha de Caboclo”), Naná Vasconcelos (a faixa-título “Voz Nagô”), Nina Wirti e Ilessi. Teaser do lançamento: https://www.youtube.com/watch?v=Axp68eaXLPo&feature=youtu.be. Couvert artístico: R$30. Livre. A casa abre às 19h30.

O evento terá diversas performances de um elenco que reúne 21 artistas, entre ritmistas, passistas e cantores.

Ingrediente indispensável para dar molho à programação de novembro do Teatro Rival Petrobras é um bom samba, ainda mais se a marca do samba é Tempero Carioca. Com mais de uma década de existência, o grupo mistura clássicos do samba de roda e do partido alto, tendo como referências mestres como Noel Rosa, Cartola e Candeia. Formado por Agrião (pandeiro e voz), Evandro Lima (violão de 7 cordas), Marcelo Pizzott (tantan), Marquinho Basílio (surdo), Marquinho China (pandeiro e voz), Nelci Pelé (pandeiro e caixa) e Serginho Procópio (cavaco e voz), o Tempero Carioca está sempre no cardápio de outros artistas. Seus integrantes já tiveram músicas gravadas por Zeca Pagodinho, Beth Carvalho, Mart’nália e muitos outros craques com quem estiveram no Batuque da Boa, a maior roda de samba do mundo, projeto que reuniu mais de 250 músicos no Parque de Madureira em outubro de 2017. É com esse axé que o Tempero Carioca vai apresentar o CD “Se o samba me chamar” no dia 16. O chamado é para todo mundo.     Tempero Carioca – Se o Samba Me Chamar Fruto de 10 anos de estrada, “Se o Samba Me Chamar” traz em sua maioria, sambas de composições dos […]

Almirzinho comanda a roda toda sexta-feira no bar paulista!

O Projeto anual está na sua 4ª edição e vai comemorar o aniversário da cantora Denise Mattos, com uma boa Roda de Samba, aonde pode reunir seus queridos fãs, amigos, e colegas da “Música Brasileira” e especialmente do “Mundo do Samba”  Esse projeto como é itinerante. Idealizado pela cantora em 2012, Intitulado pelo dia e mês de aniversário que é 15 DE NOVEMBRO “Proclamação da República” Denise Mattos, promete nessa edição uma Noite diferente, com uma pré GRAVAÇÃO AO VIVO ensaiando na Roda de Samba a sua nova música de trabalho… Um samba que fala muito do momento em que estamos vivendo, como um grito de guerra, um pedido de socorro ao país, e ao Povo!!! “CHAMA DA PAZ” de: (Santana, Jeffinho e Alexandre Andrade) Promete também muita alegria, e muito sacode no Terreiro do Butiquim do Nonno. Convidados: – RENATO DA ROCINHA  – MARQUINHO PATO (ex Molejo) – MARI ARAÚJO ( Só Damas) – MARIANO MAIA – BIANCA MIRANDA – DIDI ASSIS – Grupo ‘ NOVA MENTE ‘ PARTICIPAÇÃO ESPECIAL: MATIAS DO CAVACO Cantor, instrumentista e produtor SERVIÇO COUVERT: 15,00 Rua Genaro de Carvalho 1469 – Recreio RESERVAS DE MESAS: 21 3593-2212 (sujeito a lotação) Classificação 18 anos

Mauro Diniz, grande sambista, cantor e compositor é o convidado especial desta sexta-feira, dia 17 de novembro, no Bar Samba – Vila Madalena. Mauro será recebido por Grupo Art&Ofício, Everson Pessoa e Marcio Vanderlei com “aquela” batucada das 21h às 3h da matina. 💲 R$35 (entrada) ⌚ 21h às 3h 📞 (11) 3819-4619 📍 Rua Fidalga, 308 – Vila Madalena, São Paulo

No próximo sábado, dia 18 de novembro, tem o 13º aniversário do Cordão do Prata Preta & também o lançamento da camisa do carnaval 2018 com o enredo Tropicália. A roda será do Samba Honesto (músicos do Prata) e terá a participação especial da cantora Lú Fogaça, grande cantora da região portuária. O evento acontece no Centro Cultural José Bonifácio – Rua Pedro Ernesto nº 80  Próximo a praça da Harmonia; Início às 14 horas Entrada franca!

Neste sábado, dia 18 de novembro, a Conversa de Galeria do Museu de Arte do Rio é com o ator Thiago Viana. A conversa-performance encontra no universo da comida dos Orixás a interlocução com as artes visuais e o acervo do museu, através da série “Boris”(2014), do artista baiano Ayrson Heráclito. A conversa flui para a performance -ritual em diálogo com a dança afro e percussão, na interpretação de Thiago Viana do poema “Padê de Exu, Libertador”, de Abdias do Nascimento. Um encontro sagrado do sacerdote com o seu orixá de prestígio em que narra as políticas decorrentes da militância do autor nos movimentos negros. Serviço 18/11 15h MAR Praça Mauá , 05 – RJ

Seguindo o sucesso do “Samba da Feira”, a roda de samba que conquistou o público do Engenho de Dentro, chega o grupo Fundo de Quintal. Com um grande histórico no samba carioca, eles serão os convidados especiais do Grupo Bororó para a próxima edição no sábado, dia 18, reunindo famílias e amigos. O evento gratuito começa às 15 horas e se estende até 23 horas, nos Armazéns do Engenhão, na parte externa do Estádio Nilton Santos.   Pelo ‘Samba da Feira’, já passaram craques como: Diogo Nogueira, Xande de Pilares, Reinaldo, Noca da Portela, Leandro Sapucahy, Revelação, Arlindinho, Marquynhos Sensação, Marquinho PQD, Juliana Diniz, Samba Xoxo, Samba do Chapéu, Soul mais Samba, João Martins, Renato da Rocinha, Grupo do Arruda, Renato Milagres, Rafael Bezerra, Familia Macabu e RDN.   A roda que começou despretensiosamente no quintal de uma casa em Piedade, agora é programa certo para famílias inteiras, das crianças aos idosos. São mais de 500 pessoas por sábado. Ao longo de quase dois anos, mais de 30 mil pessoas já curtiram o Samba da Feira. E todo esse sucesso sem patrocínio! Só mesmo com o suor e a criatividade de Mario Castilho, Diogo Viana, Eduardo Zebral, Marco Veiga e […]

Com repertório, que mistura clássicos de samba e de outros ritmos, o Soul mais Samba se apresenta no sábado, 18, a partir de 22h, no Baródromo. A entrada custa R$ 25. O Baródromo fica na Rua do Lavradio, 163, na Lapa. Informações: (21) 2504-5754.   Soul mais Samba no Baródromo Data: 18/11 Local: Baródromo, Rua do Lavradio, 163, Lapa Horário: 22h Entrada: R$ 25 Informações: (21) 2504-5754 Classificação: Livre 2 anexos

Em seus 60 anos de carreira, o músico tocou com grandes artistas como Sergio Mendes, Milton Nascimento, Gilberto Gil, Bethânia, Gal Costa, Hermeto Paschoal e Paulo Moura. Nos 25 anos em que viveu no exterior, trabalhou com estrelas como Michael Jackson e Joe Cocker, e fez parte da banda Chicago, sucesso internacional na década de 70, ganhando um Grammy em 1976. Laudir de Oliveira participava, em 17/10/2017, de uma homenagem ao maestro Paulo Moura no Reduto Pixinguinha na Praça Ramos Figueira, em Olaria. Ele estava tocando o chorinho Ternura, de K-Ximbinho, quando teve um mal súbito e morreu. Neste próximo domingo, 19/11/2017, ele será homenageado pelo grupo 100% Suburbano no Reduto Pixinguinha. O Pixin Bodega, que já foi homenageado duas vezes no Reduto e mantém viva a conexão do Choro entre Laranjeiras e Olaria, estará presente nesta merecida homenagem.